A Escrita e a Criatividade – Texto 4 – Potenciar a Criatividade

 Durante a fase de Leitura e Pesquisa de conteúdos temáticos para a realização do Projecto de Livro que defini previamente, utilizo uma espécie de ritual, já de longos anos, que consiste em criar as melhores condições para que o trabalho seja produtivo e permita atingir os melhores resultados possíveis.

 São as seguintes algumas das condições que imponho ao cenário de pesquisa e escrita dos meus livros, para rentabilização do trabalho

  1. Arranjar um espaço dentro de casa que seja cómodo, com boa iluminação natural e onde possa colocar, e deixar estar durante meses, vários livros, dossiês, catálogos, material de escritório, etc, sem interferência com o funcionamento do resto da casa.
  2. Arranjar uma cadeira bem confortável – pois vai ser o local onde vou passar muitas horas seguidas a escrever, pensar, meditar.
  3. O dia de início de cada Projecto é sempre muito importante. Por isso, escolho bem esse dia. Inicio cada Projecto num dia em que me sinta particularmente bem, com muita energia, criatividade e vontade de iniciar novas tarefas.
  4. Reservo sempre um tempo diário para a leitura de livros e textos  diferentes, ligados a tópicos como: a Criatividade, a Didáctica, Pedagogia, Metodologias de Projecto e outros temas ligados a alguns pormenores específicos do livro.
  5. Não descuro a minha manutenção física. É importante fazer algum desporto diário, paralelamente à actividade intelectual.

Vou propositadamente às livrarias procurar novos livros sobre os temas indicados acima, para acrescentar à minha biblioteca de livros temáticos. A sua leitura permite-me sempre abrir novos horizontes na abordagem dos diferentes conteúdos do livro. Sobre Criatividade, tenho vários livros. Neste momento, estou a ler o livro ‘O poder da inteligência criativa’ de Tony Buzan – um livro que nos ajuda a utilizar melhor os dois hemisférios cerebrais: o esquerdo, mais ligado às actividades intelectuais; o direito, mais ligado às actividades artísticas.

Outra coisa que eu descobri já há muitos anos é que o desporto ajuda bastante a melhorar a criatividade. E descobri isso no terreno, quando andava a correr nas matas do Estádio Nacional, no Vale do Jamor, constatando então que as melhores ideias tinha-as durante os períodos de corrida. Depois percebi a razão que explicava esse facto – durante a corrida, o cérebro é mais estimulado, devido ao esforço da corrida, a circulação melhora, o sangue aflui mais aos vasos sanguíneos do cérebro e as associações de ideias acontecem melhor. Mais tarde, confirmei esta minha convicção através da leitura de livros que explicavam os benefícios do desporto. No livro indicado em cima, ‘O poder da inteligência criativa’, também é referida essa importância. 

Por isso, aconselho toda a gente que necessita de melhorar as suas performances intelectuais a praticarem algum tipo de desporto. Também pratico algum ciclismo, para poupar os meus joelhos.

Do que é que está à espera!? 

(continua) 

Nota: Pode ler também: A Escrita e a Criatividade – Texto 1,  A Escrita e a Criatividade – Texto 2 – Pesquisa de Novas Ideias  e  A Escrita e a Criatividade – Texto 3 – O Projecto.

JMatias

30_07_2013

Sobre josematias

Licenciado em Engenharia Electrotécnica, ramo Energia e Potência, pelo I.S.T., em 1977, cedo comecei a leccionar no Ensino Secundário, desde 1975 até à data. A falta, então existente, de material didáctico para o apoio das aulas teóricas e práticas da área de Electrotecnia/Electrónica, fez despertar a necessidade de produzir textos de apoio para os alunos que, em colaboração com o colega Ludgero Leote, permitiu que fossem publicados os livros ‘Automatismos Industriais – Comando e regulação’, ‘Sistemas de Protecção Eléctrica’ e ‘Produção, Transporte e Distribuição de Energia’, em 1981/2/3. A partir daí, nunca mais parei de escrever, o que para mim é um prazer! O colega Leote, com outros interesses diversificados, desistiu de escrever para publicação. Escrevi ainda o livro Máquinas Eléctricas-Transformadores com o colega José Rodrigues que, entretanto, se deslocou para o Portugal ‘profundo’ (um abraço)! Tive uma curta experiência como Orientador Pedagógico, à Profissionalização, no Alentejo, muito interessante, mas que não foi suficiente para deixar o contacto directo com o aluno, e com os livros, os quais saem bastante enriquecidos com esse contacto permanente. Na verdade, é bem verdadeiro o velho ditado “ao ensinar, aprende-se duas vezes”. É esta a principal razão para continuar com o giz e o apagador, e não dentro de um qualquer gabinete, apesar dos problemas actuais do nosso ensino. Se, cada um de nós, dentro das suas possibilidades, características e competências, dermos algo aos outros, sairemos todos mais enriquecidos! O meu trabalho é fundamentalmente autodidacta, com muita pesquisa (nos livros, na Internet, no laboratório real e, agora, no virtual). Apesar das dificuldades do ensino, nunca desisti, e não vou desistir. Acredito que este país irá saber dar a volta por cima ! Depende de cada um de nós!
Esta entrada foi publicada em Artigos, Escrita, Pensamentos, Projectos, Projetos, Reflexões, Rentabilização, Textos. ligação permanente.

2 respostas a A Escrita e a Criatividade – Texto 4 – Potenciar a Criatividade

  1. Pingback: A Escrita e a Criatividade – Texto 5 - O Ritmo e Horário de Escrita - Eletricidade e Eletrónica

  2. Pingback: A Escrita e a Criatividade – Texto 5 - O Ritmo e Horário de Escrita - Eletricidade e Eletrónica

Deixar uma resposta