Livro ‘Biografia de Zé da Palacida – Pescador na Praia da Nazaré’

Escrito por: José Vagos Carreira Matias

Comprar na: Plátano Editora   ou  Biblioteca Municipal da Nazaré.

José Carreira Matias, mais conhecido na Nazaré por Zé da Palacida, hoje com 87 anos, foi um pescador multifacetado, do melhor que a Nazaré viu nascer. Teve uma atividade riquíssima ligada ao mar, e também ao rio, exercendo variadíssimas das modalidades de pesca, desde a Pesca Apeada, no areal, até à Pesca Embarcada, em barcos de pesca, nomeadamente: pesca da lagosta, pesca à groseira, pesca ao candil, pesca do arrasto (Arte Xávega), pesca ao corrimão, pesca à cana, pesca ao tresmalho, pesca ao varelho (a primeira de todas), pesca às enguias, com guelrichos e boqueirões, pesca à sertela, entre outras modalidades. Para além disso, foi funcionário nas Lotas do peixe da Nazaré, durante 25 anos, Comerciante-Taberneiro e de Artigos Regionais e ainda Conteiro dos Barcos de Pesca. A presente biografia, por mim escrita, e que foi publicada há poucos dias na Plátano Editora, pretende ser uma homenagem merecida a um Nazareno que, à sua maneira, deu o seu contributo para o esforço de crescimento da Nazaré e divulgação da sua imagem no exterior. Por isso, o meu obrigado, como filho e como Nazareno.

Biografia de- José da Palacida - Pescador Na Praia Da Nazaré

Biografia de- José da Palacida – Pescador Na Praia Da Nazaré

Neste livro, são descritos alguns segredos de pesca que Zé da Palacida utilizou no dia-a-dia e que lhe permitiram efetuar grandes capturas de peixe, à cana e ao corrimão, em particular de robalos, ao longo de mais de 70 anos de atividade pesqueira. São descritas também as diferentes Artes de Pesca que utilizou, bem como outras praticadas na Nazaré. A pesca à cana e ao corrimão, estacado ou a correr, foram as suas principais atividades de pesca, entre muitas outras. É descrita também a maior pescaria feita à cana na década de 70, com 210 kg entre robalos e arraias, entre os pesqueiros Rampa e Covões, a sul da Foz do Arelho, feita por si e mais quatro companheiros – pescaria nunca mais repetida, tal a sua dimensão.

Zé da Palacida foi um inovador. Sempre procurou fazer melhor do que os outros. Sempre atento à realidade que o cercava, analisando cada pescaria, tirava de cada uma delas os ensinamentos que lhe permitiam fazer melhor na próxima.  Conhecedor das diferentes Artes de Pesca, transportava de umas para as outras as respetivas técnicas, melhorando assim a rentabilidade das suas pescarias. Utilizava na Pesca Apeada, técnicas da Pesca Embarcada, que muito o favoreceram. Conhecia, e conhece, os hábitos dos peixes, o que lhe permitia apanhar peixe, quando os outros nada pescavam.

Construiu o primeiro Corrimão com Pingalins na Costa Portuguesa, substituindo o isco – o que lhe deu grande vantagem em relação aos demais.

Muitos episódios interessantes são contados sobre a vida de Zé da Palacida, nas suas pescarias em muitas praias da costa oeste, desde a Praia de Quiaios, a norte da Figueira da Foz, até ao Baleal – perto de Peniche. Nascido em 1925, a sua vida ligada ao mar situa-se entre a década de 1930 e o ano recente de 2008, tendo atravessado os anos difíceis da Guerra de 1939-45, pré-guerra e pós-guerra. Aos 8 anos de idade, já ele tinha o seu próprio corrimão, com o qual pescava, acompanhando o pai – Zé da Constança -, também pescador, mestre de uma Armação de Pesca na Nazaré. Desde então, não mais parou a sua ligação ao mar, que ele sempre adorou, mesmo quando foi trabalhar para a Lota da Nazaré ou quando se tornou Comerciante-Taberneiro, de Artigos regionais e Conteiro dos Barcos de Pesca.

A biografia é construída com base num conjunto de entrevistas feitas ao próprio, que mantém uma excelente memória dos factos passados. A entrevista foi o pretexto para que fosse elaborado um retrato da Nazaré antiga, com os seus costumes, tradições, hábitos e modos de estar e de enfrentar a vida. Foram, por isso, recordados muitos nazarenos, uns ainda vivos e outros, infelizmente, já desaparecidos.

A biografia é, por isso, enquadrada no cenário que era a Nazaré de então. Muitas coisas já entretanto desapareceram, outras não, mas a memória delas fica, de uma forma ou outra. Ao querer registar no papel a vida deste homem notável, este livro é afinal, também, uma homenagem aos mais valorosos cidadãos da Nazaré. Estes homens notáveis são autênticas bibliotecas ambulantes que nós temos o dever de preservar, gravando os seus conhecimentos, ensinamentos e lições de vida!

Na terra das Ondas Gigantes surfadas pelo destemido americano Garrett McNamara  (link da página do Facebook), vivem e viveram grandes pescadores, cada um com os seus atributos e os seus feitos. Zé da Palacida foi um deles, à sua maneira, e com as suas qualidades particulares.

Para aqueles que não tiveram oportunidade de comprar o livro durante o período da Feira do Livro no Centro Cultural da Nazaré, informamos que  podem comprá-lo na Biblioteca da Nazaré. Também podem comprá-lo na Plátano Editora, onde foi publicado. Obrigado.

PARTILHE  ESTE  ARTIGO!!!!!

Para mais informações, contactem-me nos links:

https://www.facebook.com/josevcmatias
http://josematias.pt/eletr/
https://www.facebook.com/jvcmatias

http://josematias.pt

http://jvcmatias.blogspot.pt/

Comprar na:  Plátano Editora  e  Biblioteca Municipal da Nazaré.

29-08-2013

José Vagos Carreira Matias

Sobre josematias

Licenciado em Engenharia Electrotécnica, ramo Energia e Potência, pelo I.S.T., em 1977, cedo comecei a leccionar no Ensino Secundário, desde 1975 até à data. A falta, então existente, de material didáctico para o apoio das aulas teóricas e práticas da área de Electrotecnia/Electrónica, fez despertar a necessidade de produzir textos de apoio para os alunos que, em colaboração com o colega Ludgero Leote, permitiu que fossem publicados os livros ‘Automatismos Industriais – Comando e regulação’, ‘Sistemas de Protecção Eléctrica’ e ‘Produção, Transporte e Distribuição de Energia’, em 1981/2/3. A partir daí, nunca mais parei de escrever, o que para mim é um prazer! O colega Leote, com outros interesses diversificados, desistiu de escrever para publicação. Escrevi ainda o livro Máquinas Eléctricas-Transformadores com o colega José Rodrigues que, entretanto, se deslocou para o Portugal ‘profundo’ (um abraço)! Tive uma curta experiência como Orientador Pedagógico, à Profissionalização, no Alentejo, muito interessante, mas que não foi suficiente para deixar o contacto directo com o aluno, e com os livros, os quais saem bastante enriquecidos com esse contacto permanente. Na verdade, é bem verdadeiro o velho ditado “ao ensinar, aprende-se duas vezes”. É esta a principal razão para continuar com o giz e o apagador, e não dentro de um qualquer gabinete, apesar dos problemas actuais do nosso ensino. Se, cada um de nós, dentro das suas possibilidades, características e competências, dermos algo aos outros, sairemos todos mais enriquecidos! O meu trabalho é fundamentalmente autodidacta, com muita pesquisa (nos livros, na Internet, no laboratório real e, agora, no virtual). Apesar das dificuldades do ensino, nunca desisti, e não vou desistir. Acredito que este país irá saber dar a volta por cima ! Depende de cada um de nós!
Esta entrada foi publicada em batel, Biografia de Zé da Palacida - Pescador na Praia da Nazaré, Biografias, bons guiões, boqueirão, bote, chumbéu, Corrimão, corrimão com pingalins, Escrita, galeão, gamela, Garrett McNamara, guelricho, guião para filme, lancha, Livros, livros sobre o mar, livros sobre pesca, Mar, Modalidades de Pesca, Nazaré, Onda gigante, pesca, Pesca à cana, Pesca apeada e embarcada, Pesca com tresmalhe, Pesca groseira, Pesca Lagosta, Pescador multifacetado, pingalim, Praia, Praia da Nazaré, SEgredos de Pesca, turismo, Uncategorized. ligação permanente.

6 respostas a Livro ‘Biografia de Zé da Palacida – Pescador na Praia da Nazaré’

  1. Pingback: A Nazaré e o futuro | Eletricidade e EletrónicaEletricidade e Eletrónica

  2. Pingback: A Pesca - Modalidades - Evolução Histórica | Eletricidade e EletrónicaEletricidade e Eletrónica

  3. Pingback: A Importância Do Mar | Eletricidade e EletrónicaEletricidade e Eletrónica

  4. Pingback: Algumas Frases Típicas Utilizadas Pelos Nazarenos | Eletricidade e EletrónicaEletricidade e Eletrónica

  5. Pingback: NAZARÉ – CRONOLOGIA DOS FACTOS MAIS IMPORTANTES | Eletricidade e Eletrónica

  6. Pingback: Biografia de ‘Zé da Palacida’ – Pescador na Praia da Nazaré | Eletricidade e Eletrónica

Deixar uma resposta