O Pensamento Positivo Versus Pensamento Negativo

Quando andamos desanimados com a vida, quando nos sentimos ‘em baixo’, quando nos sentimos infelizes por não conseguirmos dar a volta a um determinado problema, frequentemente alguém nos diz “o que é preciso é ter pensamento positivo”. 

Quem for apanhado de surpresa por esta afirmação não consegue compreender como é que o pensamento positivo vai resolver o problema concreto que possui! Como é que pensando positivamente se resolve, como que por milagre, o problema existente!

pensamento positivo existe em contraponto relativamente ao pensamento negativo. Qual é a vantagem, para nós, em termos pensamentos positivos em vez de pensamentos negativos? 

Quando temos um problema qualquer que não conseguimos resolver e nos incomoda bastante, ao ponto de ficarmos angustiados, deprimidos ou mesmo amedrontados, se mantivermos uma atitude negativa que consiste em ter sentimentos derrotistas, sentimentos de pessimismo, sentimentos de incapacidade para resolver problemas, o que vai acontecer é que para além de não darmos nenhum contributo positivo, racional, para a resolução do problema, estamos a aumentar a dimensão do problema a resolver, o qual vem agora afetado de uma terrível carga negativa que é acrescentada por nós próprios, tornando-se uma bola de neve sempre a crescer com a continuidade dos pensamentos negativos. Isto é, o pensamento negativo não resolve nada e só vem complicar ainda mais a resolução do problema, tornando a nossa mente pouco lúcida.

pensamento positivo, pelo contrário, tem a virtude inicial de nos acalmar (através das endorfinas libertadas), de clarificar o problema a resolver, de tornar a nossa mente mais lúcida e de definir claramente os limites do problema. Com pensamentos positivos, ficamos com a mente mais aberta, não entramos em ansiedade com tanta facilidade, não entramos em pânico, controlamos melhor a situação. É verdade que o problema, enquanto não for resolvido, continua a existir, mas agora com a vantagem de estarmos conscientes de que o problema tem os limites que tem, os verdadeiros, e não os limites ampliados pela nossa mente em estado alterado. Continuando a pensar positivamente, verificamos que os aspectos que nos pareciam problemáticos passam a ser encarados como factos comezinhos, sem grande importância.

O que podemos então fazer para manter o espírito com pensamentos positivos? 

Bom, basta, nestas situações problemáticas, dizermos para nós próprios, em silêncio ou bem alto, consoante o local, um conjunto de frases positivas, as quais vão entrar no nosso subconsciente e que, mais tarde, quando pensarmos no tal problema, irão trabalhar em silêncio, ajudando-nos a ter uma atitude mais objectiva e racional, sem desânimos.

Há muitos pensamentos positivos que podemos dizer para nós próprios, nomeadamente:

1)      ‘Eu consigo resolver os meus problemas’

2)      ‘Eu sinto-me bastante confiante para resolver este problema’

3)      ‘Tenho plena confiança nas minhas capacidades’

4)      ‘Eu vou encontrar uma solução para este problema’ 

São frases deste género, ditas de uma forma confiante, bastante afirmativa, várias vezes, seguidas, pausadas, que nos ajudam a manter uma vontade forte, um pensamento positivo forte, para enfrentar a situação em causa. 

Conseguido este ganho de confiança, quando se enfrenta o problema, o nosso estado de espírito já é outro, a nossa capacidade de análise é mais lúcida e a probabilidade de se resolver o problema é maior. Além disso, está provado cientificamente que o psíquico influencia o físico, isto é, o nosso estado de espírito, o nosso estado psicológico, o nosso pensamento provoca alterações fisiológicas, nomeadamente: perturbações digestivas, problemas neurológicos, problemas de pele, etc.. Por isso, é um ganho a dobrar!

O pensamento positivo pode, portanto, aplicar-se também no dia-a-dia do aluno, nas suas tarefas escolares, nas suas dificuldades escolares desta ou daquela disciplina. O pensamento positivo dá resultado, comprovadamente; basta apenas que o aluno o queira,  isto é, que ele tenha  vontade de resolver o seu eventual problema de insucesso escolar!

O pensamento negativo é destrutivo! 

O pensamento positivo é construtivo! 

Leia outros textos interessantes, no link: 

 http://josematias.pt/eletr/temas-didaticos/ 

José Vagos Carreira Matias 

www.josematias.pt/eletr 

www.josematias.pt 

www.facebook.com/jvcmatias 

http://www.linkedin.com/in/josevcmatias

Sobre josematias

Licenciado em Engenharia Electrotécnica, ramo Energia e Potência, pelo I.S.T., em 1977, cedo comecei a leccionar no Ensino Secundário, desde 1975 até à data. A falta, então existente, de material didáctico para o apoio das aulas teóricas e práticas da área de Electrotecnia/Electrónica, fez despertar a necessidade de produzir textos de apoio para os alunos que, em colaboração com o colega Ludgero Leote, permitiu que fossem publicados os livros ‘Automatismos Industriais – Comando e regulação’, ‘Sistemas de Protecção Eléctrica’ e ‘Produção, Transporte e Distribuição de Energia’, em 1981/2/3. A partir daí, nunca mais parei de escrever, o que para mim é um prazer! O colega Leote, com outros interesses diversificados, desistiu de escrever para publicação. Escrevi ainda o livro Máquinas Eléctricas-Transformadores com o colega José Rodrigues que, entretanto, se deslocou para o Portugal ‘profundo’ (um abraço)! Tive uma curta experiência como Orientador Pedagógico, à Profissionalização, no Alentejo, muito interessante, mas que não foi suficiente para deixar o contacto directo com o aluno, e com os livros, os quais saem bastante enriquecidos com esse contacto permanente. Na verdade, é bem verdadeiro o velho ditado “ao ensinar, aprende-se duas vezes”. É esta a principal razão para continuar com o giz e o apagador, e não dentro de um qualquer gabinete, apesar dos problemas actuais do nosso ensino. Se, cada um de nós, dentro das suas possibilidades, características e competências, dermos algo aos outros, sairemos todos mais enriquecidos! O meu trabalho é fundamentalmente autodidacta, com muita pesquisa (nos livros, na Internet, no laboratório real e, agora, no virtual). Apesar das dificuldades do ensino, nunca desisti, e não vou desistir. Acredito que este país irá saber dar a volta por cima ! Depende de cada um de nós!
Esta entrada foi publicada em Pensamento negativo, Pensamento positivo, Pensamentos, Reflexões. ligação permanente.

Deixar uma resposta